Sociedade

Portugal reporta mais de 50 mil casos num só dia e regista novo recorde. Incidência continua a subir

Esta quarta-feira é um dia marcante na história da pandemia no país. Portugal ultrapassou os dois milhões de infetados durante a crise pandémica e atingiu um novo recorde diário de casos. Só a região Norte reportou mais de 22 mil infeções. Há já mais de 356 mil casos de covid-19 ativos no país. A incidência ultrapassou os 4.000 casos por 100 mil habitantes nos últimos 14 dias.

Portugal reporta mais de 50 mil casos num só dia e regista novo recorde. Incidência continua a subir

Portugal registou, nas últimas 24 horas, 52.549 novos casos de covid-19 – um novo máximo – e 33 mortes associadas à doença. Sublinhe-se que este é o segundo dia consecutivo em que o país bate o recorde de infeções diárias. Ontem tinha sido reportado um máximo de 43.729 casos, um número largamente ultrapassado hoje. O boletim da Direção-Geral da Saúde (DGS), divulgado esta quarta-feira, revela ainda que, desde o início da pandemia, Portugal já ultrapassou os dois milhões de infetados (2.003.169), dos quais há a lamentar 19.413 mortes.

O Norte voltou a ser a região com o maior número de novas infeções ao reportar mais de 22 mil novos casos: 22.455. Segue-se Lisboa e Vale do Tejo, com 16.192 casos de infeção, o Centro, com 7.744, o Algarve, com 1.960 e o Alentejo, com 1.502. No arquipélago da Madeira há mais 1.865 infetados e no dos Açores 831.

Dos 33 óbitos, 15 ocorreram em Lisboa e Vale do Tejo, 10 no Norte, cinco no Centro, um no Alentejo, um na Madeira e um nos Açores. Apenas o Algarve não reportou qualquer morte devido à covid-19.

O número de doentes internados com covid-19 nos hospitais portugueses aumentou ligeiramente. Há agora 1.959 doentes covid internados, mais quatro do que ontem. Destes, 153, menos sete face ao dia anterior, estão em Unidades de Cuidados Intensivos (UCI).

Por outro lado, mais 28.825 recuperaram da doença nas últimas 24 horas, elevando o total de pessoas que venceram o vírus desde o início da pandemia para 1.627.279.

Há agora 356.477 casos ativos no país, mais 23.691 do que ontem, e as autoridades de saúde têm 359.893 contactos em vigilância.

A matriz de risco foi atualizada esta quarta-feira e segue a tendência das últimas atualizações: A incidência continua a aumentar, tendo já ultrapassado os 4.000 casos por 100 mil habitantes nos últimos 14 dias, e o Índice de transmissibilidade (Rt) desceu.

A incidência nacional é agora de 4490,9 casos por 100 mil habitantes e, na última atualização, feita na segunda-feira a DGS não reportava um valor preciso, indicando apenas que, tanto no continente, como a nível nacional, o valor ultrapassava os 3.840 casos por 100 mil habitantes a 14 dias. Quando considerado apenas o território continental, a incidência é agora de 4437,4 casos por 100 mil habitantes.

Já o Rt é agora de 1,11 a nível nacional e de 1,10 no continente. Na segunda-feira, era de 1,13 em ambos os casos.

Consulte aqui o boletim na íntegra.

Os comentários estão desactivados.