Internacional

FBI revela que Brian Laundrie confessou morte da namorada Gabby Petito num caderno

A confissão sobre o homicídio foi encontrada num caderno junto aos restos mortais de Laundrie.


A polícia de investigação norte-americana FBI confirmou, esta sexta-feira, que Brian Laundrie foi o autor da morte da jovem Gabby Petito. A confissão sobre o homicídio foi encontrada num caderno junto aos restos mortais de Laundrie.

"Uma análise ao caderno revelou testemunhos escritos pelo senhor Laundrie que reivindicam a responsabilidade pela morte da senhorita Gabby", indicou a autoridade daquele país. 

De recordar que o caderno foi encontrado em outubro do ano passado na mesma zona onde foram detetados restos humanos, que mais tarde se comprovou pertencerem ao namorado de Gabby. 

“A investigação não identificou outros indivíduos além de Brian Laundrie diretamente envolvidos na trágica morte de Gabby Petito. O foco principal do FBI durante toda a investigação foi trazer justiça a Gabby e à sua família", escreveu o FBI de Denver num comunicado publicado na rede social Twitter.

O caso do casal chocou os Estados Unidos e mundo. Gabby e Brian fizeram as malas e partiram, em julho, para uma viagem numa carrinha convertida pelas estradas do país. Um mês depois, no final de julho, a jovem, que costumava partilhar o seu dia-a-dia nas redes sociais, deixou de mostrar a sua "aventura" e perdeu o contacto com a família.

Já a 1 de setembro, Brian regressou sozinho a casa, na Florida. Após dez dias, a família de Petito reportou o desaparecimento da jovem, que acabaria por ser encontrada morta a 20 de setembro, tendo a autópsia revelado que morreu por estrangulamento.

No mês seguinte, a 19 de outubro, os restos mortais de Brian foram encontrados. A autópsia concluiu que o jovem "morreu de um ferimento de bala auto-infligido".

Os comentários estão desactivados.