Politica

BE pede ao PS mais do que 'nim' sobre acordo à esquerda

Catarina Martins mostrou-se satisfeita com o facto de o PS ter deixado de falar de maioria absoluta e reconhecer a necessidade de entendimentos.


A coordenadora do BE, Catarina Martins, mostrou-se satisfeita com o facto de o PS ter deixado de falar de maioria absoluta e reconhecer a necessidade de entendimentos, esperando agora que deixe o ‘nim’ e seja mais claro sobre acordos à esquerda.

Catarina Martins foi questionada sobre as declarações de António Costa, que se mostrou disponível para dialogar com todos os partidos à exceção do Chega e afirmou que nunca teve as portas fechadas ao BE, um dia depois do convite que fez ao líder do PS para uma reunião no dia a seguir às eleições.

“Registo que o PS deixou de falar de maioria absoluta e fala de necessidade de entendimentos, ainda bem”, afirmou a bloquista, acrescentando que espera que “seja possível nestes dias que faltam ainda de campanha o PS dar um outro passo”.

“Deixar este ‘nim’ e ser mais claro sobre a necessidade de precisarmos de um contrato à esquerda pela saúde, pelo trabalho em Portugal”, desafiou.

“Nós aqui estamos no dia 31 de janeiro para construir esse contrato para o país”, garantiu.

Os comentários estão desactivados.