Vida

"Sandringham Tomato Ketchup". Agora, pode comer ketchup criado pela Rainha Isabel II

O preço do condimento ronda os 8 euros.


A rainha Isabel II, de 95 anos, acaba de lançar a sua própria marca de ketchup. De acordo com o britânico The Sun, o ketchup à base de tomate é “ideal para o pequeno-almoço ou a qualquer hora do dia” e é “temperado com tâmaras, sumo de maçã e especiarias”, enquanto o 'brown sauce', que tem sabor e consistência semelhantes ao molho de bife, é “embalado com vinagre e especiarias”. As novidades, criadas na propriedade da monarca de Sandringham, em Norfolk, usando ingredientes da região, custam cerca de 6,99 libras, ou seja, mais de 8 euros.

Ainda não há data de lançamento para os molhos picantes e eles ainda não estão disponíveis para compra na loja online Sandringham Estate. Como Isabel II também é fã de gin, o Palácio de Buckingham lançou a sua própria marca de bebida em 2020, sendo que esta é produzida com ingredientes dos jardins da sua residência em Londres. O gin está disponível online na Royal Collection Trust e tem os sabores de bagas de espinheiro, verbena de limão, folhas de amoreira e folhas de louro, tendo também notas cítricas e de ervas. O preço ronda os 45 euros e, no site anteriormente mencionado, lê-se que é "perfeito para matar a sede de verão”. O processo de servir recomendado é “despejar uma medida do gin num copo cheio de gelo antes de completar com tónico e decorar com uma rodela de limão”.

Importa referir que o álcool é uma bebida importante que a rainha atribui à sua longevidade - tendo sido coroada em junho de 1953 -, tanto que o investigador britânico Bryan Kozlowski detalhou anteriormente ao The New York Post como a rainha tem prosperado. “Ela envelheceu incrivelmente bem e é o paradigma de saúde e bem-estar”, disse, acrescentando que a rainha gosta de chá da tarde de Darjeeling com sanduíches e scones. "A rainha também desfruta de um cocktail de gin pela manhã, seguido de uma taça de vinho ou champanhe ao almoço e depois outra taça de champanhe ou um dry martini à noite. Os psicólogos diriam que é uma ‘bebedora autotranscendente’ – ela não deixará que isso interfira no seu propósito maior na vida”, adicionou Kozlowski.

Os comentários estão desactivados.