Politica

Níveis de abstenção mais reduzidos em concelhos com mais casos de infeção por covid-19

Nos 105 concelhos onde a abstenção foi mais elevada foram registados, entre os dias 13 e 26 de janeiro de 2022, 5.744 casos de covid-19 por cada 100 mil habitantes, sendo que a média nacional foi de 6.401 casos.


A abstenção, nas eleições legislativas deste domingo, atingiu níveis mais reduzidos nos concelhos onde foram registados mais casos de infeção pelo novo coronavírus, de acordo com informação veiculada no portal EyeData.

Em primeiro lugar, importa referir que, com 99,07% dos votos contados, a abstenção total atingiu os 50,25%, com 5.346.313 portugueses a votarem, num total de 9.220.146 inscritos. Por outro lado, os votos em branco representaram 1,15% e os nulos 0,92%.

Os concelhos com maior nível de abstenção foram Ribeira Grande, na Madeira, com 74,20% e Vila Franca do Campo, nos Açores, com 69,04%. Estes já tinham registado níveis de abstenção elevados nas eleições legislativas de 2019, quando registaram 68,70% e 70,37%, respetivamente.

Importa referir, no lado oposto, que os concelhos com maior participação foram Vila de Rei, em Castelo Branco, com abstenção de 31,88% e Guimarães, em Braga, com 32,25%.

Nos 105 concelhos onde a abstenção foi mais elevada foram registados, entre os dias 13 e 26 de janeiro de 2022, 5.744 casos de covid-19 por cada 100 mil habitantes, sendo que a média nacional foi de 6.401 casos.

Os comentários estão desactivados.