Politica

Rui Tavares quer fazer oposição aos partidos que descurem os direitos humanos

Presidente da República começou esta terça-feira a ouvir os partidos.


Marcelo Rebelo de Sousa começou esta terça-feira a ouvir os partidos depois das eleições e o deputado eleito do Livre foi o primeiro a falar aos jornalistas.

Rui Tavares sublinhou que o lugar da "esquerda verde europeia" será ocupado na Assembleia da República através de uma esquerda que pretende combater a crise ecológica e a crise social ao mesmo tempo. 

Temas como a "renovação dos edifícios em Portugal" serão um foco do Livre, adiantou o líder do partido, que fez questão de mencionar o caso de uma mãe e filha que morreram esta terça-feira num incêndio ao tentarem aquecer-se. 

Rui Taveres referiu ainda que, mesmo tendo o PS atingido a maioria absoluta, a estratégia do partido não mudou, sendo que aquilo que pretende é ter um "lugar construtivo na política", fazendo oposição a partidos que descurem os direitos humanos. 

"O Livre não falará só com o PS e não limitará as suas interações na esquerda com encontros bilaterais. Pediremos reuniões ao Partido Comunista, ao Bloco de Esquerda, ao PAN... A todas as forças do progressismo e da ecologia", afirmou ainda o deputado do Livre eleito por Lisboa, admitindo que ainda não fez pedidos, mas que estes seguirão nos próximos dias. 

Os comentários estão desactivados.