Economia

Um milhão de adultos do Reino Unido passou pelo menos um dia inteiro sem comer no mês de janeiro

Quase um em cada 10 agregados familiares do Reino Unido relatou ter tido algum grau de insegurança alimentar no último mês. 


Pelo menos um milhão de adultos do Reino Unido passou um dia inteiro sem comer durante o mês passado porque não tinham dinheiro para pôr uma refeição na mesa, avança a Food Foundation.

A subida dos preços da energia e das mercearias, assim com a remoção em outubro da recarga de 20 libras Covid para crédito universal - estavam a ter um impacto devastador no consumo alimentar de milhões de pessoas.

Mais de um em cada cinco lares disse já ter enfrentado um dilema de "calor ou comida", cortando na qualidade ou quantidade de alimentos para pagar energia ou outras contas essenciais e, no total, quase um em cada 10 agregados familiares do Reino Unido relatou ter tido algum grau de insegurança alimentar no último mês -  como faltar às refeições, passar fome ou não comer durante um dia inteiro - porque não tinham dinheiro para comprar alimentos.

"Há poucas dúvidas de que a crise do custo de vida está a colocar uma pressão muito real sobre a capacidade de muitos para pagar uma dieta saudável e está destinada a aumentar as desigualdades em termos de saúde", disse a fundação.

 

 

Os comentários estão desactivados.