Sociedade

Bruxelas condena ciberataques em Portugal e mostra-se disponível para ajudar

"Condenamos veementemente estes ciberataques, que são inaceitáveis", diz fonte da Comissão Europeia.


A Comissão Europeia condena "veementemente" os recentes e "inaceitáveis" ciberataques que têm ocorrido em Portugal nas últimas semanas e está em contacto com as autoridades portuguesas "para compreender melhor" o impacto dos incidentes.

"Vimos as notícias.Temos conhecimento de vários incidentes cibernéticos recentes em Portugal e temos acompanhado de perto a situação, juntamente com a Rede de Equipas de Resposta a Incidentes de Segurança Informática [CSIRT]", disse uma fonte oficial da Comissão Europeia à agência Lusa. "Condenamos veementemente estes ciberataques, que são inaceitáveis", afirmou a mesma fonte.

A Comissão Europeia, além de estar em contactos com as autoridades portuguesas a fim de perceber o impacto real dos ataques informáticos, diz estar também disponível para ajudar caso seja necessário. 

A Agência da União Europeia para a Cibersegurança (ENISA) já tinha avançado esta quinta-feira que estava a "acompanhar de perto" os recentes ciberataques em Portugal e a prestar apoio à equipa portuguesa de resposta de emergência membro da rede europeia.

Os comentários estão desactivados.