Politica

Líder do BE afirma-se a favor de alterações à lei eleitoral

Catarina Martins foi esta ter-feira ouvida por António Costa.


Catarina Martins afirmou esta terça-feira que defendeu, perante o primeiro-ministro, que esta não deve ser "uma legislatura de revisão constitucional", posicionando-se apenas a favor de alterações pontuais à lei eleitoral, para resolver problemas recentes relacionados com os votos dos emigrantes.

"O que nós transmitimos é que a atual relação de forças no Parlamento não aconselha a abertura de processos de revisão constitucional e que não há, na verdade, nenhum problema constitucional em Portugal, portanto achamos que esta não deve ser uma legislatura de revisão constitucional", disse a coordenadora do Bloco de Esquerda. "O mesmo sobre a lei eleitoral, excetuando o problema pontual que temos com os votos da emigração e que deve ser resolvido."

Catarina Martins falava aos jornalistas na residência oficial do primeiro-ministro, em Lisboa, depois de ser ouvida por António Costa.

A líder do Bloco adiantou ainda que falou com o Chefe do Governo sobre as preocupações com a lei de bases da Saúde e com a lei laboral, mas acredita que "tudo será debatido no Parlamento no momento certo".

"Há matérias em que temos afastamentos que são conhecidos, faremos as nossas propostas, naturalmente; analisaremos as propostas do Governo. Há outras matérias onde pode haver aproximação, mas eu não falarei pelo Governo", conclui.

Os comentários estão desactivados.