Sociedade

Responsável da DGS concorda com avisos no álcool

Parlamento Europeu vota moção esta quarta-feira.


Com a votação de uma recomendação para novos rótulos para bebidas alcoólicas, incluindo avisos de saúde, marcada para esta quarta-feira no Parlamento Europeu, no âmbito de uma estratégia de combate o cancro, a diretora do Programa Nacional para a Promoção da Alimentação Saudável da Direção-Geral da Saúde, Maria João Gregório, concorda que é preciso uma “nova mensagem” em torno do consumo de álcool.

“Parece-me que colocar algumas menções, informações e avisos de alerta nas bebidas alcoólicas poderá fazer eventualmente sentido”, diz, dando como exemplo o sistema de rotulagem utilizado no Canadá, Chile e outros países da América Latina: “Haver sinalética de alerta para ‘elevado teor’ de são abordagens que têm tido resultados e podem ser importantes”. 

Já quanto a avançar no futuro com este tipo de alertas para produtos com elevados teores de sal, açúcar ou gorduras processadas, como já chegou a ser proposto para refrigerantes, a responsável da DGS considera que não é algo “tão linear”, justificando que no caso do álcool “não existe um nível de ingestão seguro”. Maria João Gregório considera que este é um debate que pode vir a ter lugar, salientando que as medidas como a do compromisso com a indústria alimentar visam alterar a oferta alimentar por outras vias.

Já questionada se o imposto criado em 2016 para bebidas açucaradas contribuiu para a descida do teor de açúcar, Maria João Gregório diz que a evidência de outros países é que “os impostos tendem a levar a uma reformulação mais rápida do teor nutricional dos produtos”, acreditando que neste caso pesam as diferentes iniciativas, como o acordo com a indústria.

Recorde-se que, em 2017, o Governo chegou a incluir na proposta de OE um imposto sobre o sal. O imposto da ‘batata-frita’, como foi na altura chamada, cairia na AR com uma proposta de alteração ao OE do CDS (aprovada com o PSD com abstenção do PCP), avançando depois o acordo com a indústria. 

Os comentários estão desactivados.