Internacional

Ucrânia. Sobe para dois o número de soldados mortos no Leste

Em comunicado, o exército ucraniano dá ainda contra de quatro soldados feridos e hospitalizados e acusa os separatistas da região de Donetsk de 70 violações da trégua em vigor.


Morreu este sábado mais um soldado ucraniano, nos confrontos com os separatistas apoiados pela Rússia no Leste da Ucrânia, anunciou o exército de Kiev. Sobem para duas as baixas mortais provocadas pela tensão que tem escalado entre a Rússia e a Ucrânia.

Em comunicado, o exército ucraniano dá ainda contra de quatro soldados feridos e hospitalizados e acusa os separatistas da região de Donetsk de 70 violações da trégua em vigor.

O novo balanço é feito depois das forças armadas ucranianas terem dado conta de um soldado morto, garantindo, contudo, que "controlam a situação" e "continuam a sua missão de repelir a agressão armada russa".

O presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, por seu lado, manteve a sua deslocação a Munique, agendada para este sábado, apesar do risco de um ataque russo, tendo pedido na conferência internacional, que envolve países do G7, um calendário claro para uma possível adesão à NATO e uma reunião do Conselho de Segurança das Nações Unidas face à escalada de tensão militar.

A presidência ucraniana referiu que a situação no Leste do país "está plenamente sob controlo", sem fazer referência às declarações do Presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, que, na sexta-feira, questionou a oportunidade de Volodymyr Zelensky sair do país nas atuais circunstâncias.

Os separatistas pró-russos de Donetsk, que acusam a Ucrânia de querer retomar o controlo da região, qualificam a situação de "crítica" e anunciaram uma mobilização geral.

Já os observadores da Organização para a Segurança e Cooperação na Europa constataram hoje "um aumento espetacular" das violações do cessar-fogo na região.

Os comentários estão desactivados.