Internacional

Mulher detida por esfaquear mais de 140 vezes marido com deficiência física

Caso aconteceu a 11 de fevereiro na Flórida, nos Estados Unidos.


Uma mulher 61 anos, do estado norte-americano da Flórida, foi acusada de ter esfaqueado o marido com deficiência física mais de 140 vezes com um cutelo e bater-lhe na cabeça para se certificar de que estava morto.

Joan Burke foi detida no passado domingo e acusada de homicídio em primeiro grau, refere a polícia de Palm Springs, citada pela Associated Press. Até agora não foi revelada qualquer motivação para o crime.

O enteado de Melvin Weller encontrou o corpo numa poça de sangue no chão da cozinha, a 11 de fevereiro. No lava-loiças encontravam-se uma faca ensaguentada e um cutelo, sendo que havia sangue espalhado por todo o quarto, referia um relatório das autoridades. 

A mulher foi encontrada num dos quartos da casa, com cortes nas palmas das mãos. Segundo o boletim de ocorrência "é muito comum que o infrator tenha ferimentos na palma de uma ou ambas as mãos quando esfaqueia outra pessoa”.

Segundo o médico legista, Melvin Weller tinha facadas por todo o corpo.

Os comentários estão desactivados.