Sociedade

Após reclamar autoria de ciberataque, Lapsus$ Group ameaça Impresa, mas também Vodafone e T-Mobile

Portugal tem sido alvo de vários ciberataques desde o início deste ano, onde se incluem os laboratórios Germano de Sousa e o grupo dono da revista Visão, Trust in News.


Depois de ter reclamado a autoria do ciberataque à Impresa - detentora de títulos como a SIC ou o Expresso - o Lapsus$ Group ameaça agora revelar informações deste grupo, da Vodafone e da T-Mobile.

“O que ‘vazar’ primeiro?”, perguntaram através da sua conta no Telegram em inglês e português, onde os utilizadores podem eleger uma das empresas. Recorde-se que, na semana passada, a Vodafone Portugal disse que desconhece a razão do ciberataque de que foi alvo, no dia 7 de fevereiro, que desligou “escolas, hospitais e bombeiros”.

Importa referir que esta mensagem surge um dia depois de ser conhecido que o Ministério dos Negócios Estrangeiros (MNE) português sofreu um ciberataque que terá comprometido informação confidencial, segundo informação avançada pela revista Sábado. A maior consequência terá sido a interrupção do serviço de email do ministério de Augusto Santos Silva. 

De acordo com a CNN Portugal, a intrusão na rede informática do MNE foi detetada pelo Serviço de Informações de Segurança (SIS) e a Polícia Judiciária (PJ) já está a investigar se esse acesso comprometeu a Rede Informática do Governo (RING), uma vez que há o risco dessa infraestrutura ter sido indevidamente acedida.

Portugal tem sido alvo de vários ciberataques desde o início deste ano, onde se incluem os laboratórios Germano de Sousa, e o grupo dono da revista Visão, Trust in News.

Os comentários estão desactivados.