Desporto

Portugueses rumo à França

Nos oitavos-de-final da Liga Europa, o FC Porto vai enfrentar o Lyon, ao passo que o Sp. Braga terá pela frente o Mónaco. Caminhos difíceis para os portugueses que sonham na Europa.


FC Porto e Sp. Braga conquistaram um lugar nos oitavos-de-final da Liga Europa, após uma semana frutuosa para as equipas portuguesas nesse campeonato europeu. Os ‘dragões’ vão enfrentar o Lyon, ao passo que os ‘arsenalistas’ terão de bater o Mónaco para manter vivo o sonho europeu.

Resultados mistos

A semana que passou teve um pouco de tudo, a nível do futebol europeu: goleadas, remontadas e jogos recheados de nervos do primeiro ao último minuto.

O FC Porto, que tinha batido a Lazio na primeira mão do playoff de apuramento para os oitavos de final da Liga Europa por 2-1, visitou os romanos na capital italiana, e, apesar do empate no Estádio Olímpico de Roma, conseguiu garantir um lugar nos ‘oitavos’ desta prova europeia.

No regresso de Sérgio Conceição ao relvado da Lazio – onde fez questão de ir cumprimentar a curva dos adeptos da casa, que o aplaudiram – os ‘azuis-e-brancos’ começaram por estar a perder, após um golo de Immobile aos 19 minutos.

Taremi marcou, no entanto, e mais um golo de Uribe permitiu ao FC Porto colocar-se novamente em vantagem. Tudo apontava para uma vitória dos ‘dragões’ em Roma, mas, a instantes do fim, Danilo Cataldi ainda bateu o guarda-redes ‘azul-e-branco’, deixando o marcador em 2-2.

«No final, acho que não há dúvidas de que merecemos esta passagem, com momentos de grandíssimo futebol, tanto técnico como tático», reagia Sérgio Conceição no fim da partida, considerando «justa a passagem contra uma equipa muito difícil».

Remontada épica

Quem protagonizou, no entanto, um épico jogo de futebol foram os ‘arsenalistas’ do Sp. Braga. Por cá, e depois da derrota por 2-0 na Moldávia, frente ao Sheriff Tiraspol, o emblema de Carlos Carvalhal conseguiu uma incrível reviravolta no marcador, fechando o tempo regulamentar do jogo no Municipal de Braga com uma vitória por 2-0. Assim, o resultado combinado estabeleceu-se nos 2-2, obrigando os dois emblemas a resolver o playoff nas grandes penalidades, onde o emblema anfitrião acabaria por ser mais feliz. 

Uma vitória «dos jogadores, de muito empenho, de atitude, de acreditar, da qualidade também», reagia Carlos Carvalhal após o final da partida, em que, acredita, «podiam ter sido quatro ou cinco golos». «Merecíamos ter vencido a eliminatória nos noventa minutos, mas foi nos penáltis, da forma mais dramática», concluiu o técnico ‘arsenalista’.

Benfica alimenta esperanças

Na quarta-feira, no Estádio da Luz, o Benfica empatou a duas bolas com os holandeses do Ajax, esperando agora pelo jogo da segunda mão em Amesterdão para saber se segue em frente na Liga dos Campeões.

Os comentários estão desactivados.