Opiniao

Babi Yar

Em 1939, a Polónia tinha sido impiedosamente dividida entre a URSS e a Alemanha nazi; isso incluiu a província de Kresy, que agora está na região ocidental do estado-nação da Ucrânia. Dentro desta província vivia uma grande minoria de etnia ucraniana que não resistiu ao avanço nazi em 1941.

Babi Yar

Espera-se que algumas das tropas russas que agora cercam Kiev prestem homenagem na ravina de Babi Yar aos restos mortais dos seus 60.000 compatriotas do Exército Vermelho que foram executados lá durante a Operação Barbarossa liderada pelos nazis de 1941 a 1943. Neste local infame e no campo de concentração adjacente de Syretz, o mesmo número de ucranianos do leste falantes da língua russa, judeus e ciganos foram presos e mortos. Estes assassinatos foram supervisionados por divisões nazis da SS e esquadrões da morte einsatzgruppen assistidos por colaboradores do leste ucraniano.

Em 1939, a Polónia tinha sido impiedosamente dividida entre a URSS e a Alemanha nazi; isso incluiu a província de Kresy, que agora está na região ocidental do estado-nação da Ucrânia. Dentro desta província vivia uma grande minoria de etnia ucraniana que não resistiu ao avanço nazi em 1941. Desta numerosa população, os alemães recrutaram 250.000 funcionários para tarefas nos três exércitos ucranianos; Insurgentes, Nacional e de Libertação, na força policial auxiliar e numa Divisão SS (Galicia) que se envolveu com o Exército Vermelho em retirada e formou uma nova estrutura de governo local.

No fim de 1942, campos de concentração e extermínio foram estabelecidos sob o controle da SS alemã, mas com ucranianos do oeste a desempenhar funções administrativas e de guarda na proporção de 1: 15. Após uma série de atrocidades contra judeus nas cidades de Lviv Lutsk e Zhytomyr, a “solução final” foi colocada em pratica por voluntários treinados no campo de Trawniki na implementação dos horríveis processos de extermínio. Em 1945, quando o vitorioso Exército Vermelho recuperou o seu território anteriormente ocupado, a população urbana judaica tinha sido reduzida em 80%.

Os alemães conseguiram em grande parte vencer a sua guerra na Europa Oriental atirando nações eslavas umas contra as outras e apelando para movimentos nacionalistas latentes num enorme exercício de propaganda que ocultava os verdadeiros motivos de obter lebensraum e populações arianas. É isso que esteve no centro da luta de 2010 e agora se repete na guerra punitiva e bastante inútil de desgaste de Putin. Isso só pode levar à imensa angústia, luto e pobreza dos povos russo e ucraniano, que ainda se podem unir com a intenção pacífica de deter esse desperdício devasso e trazer paz honrosa aos mortos lembrados no Babi Yar.

Os comentários estão desactivados.