Internacional

Austrália. Número de vítimas mortais das chuvas continua a aumentar

Autoridades ordenaram a retirada de 80 mil pessoas de segunda-feira à noite.


As chuvas torrenciais que já duram há mais de duas semanas, atingindo Sydney e as áreas circundantes, já provocaram 21 mortos, anunciaram, na terça-feira, as autoridades deste país.

As inundações forçaram também as autoridades australianas a ordenar a retirada de cerca de 80 mil pessoas desde segunda-feira à noite, 60 mil das quais de 13 distritos da parte ocidental de Sydney, a cidade mais populosa da Austrália.

Imagens divulgadas por meios de comunicação social mostram estradas completamente inundadas, bem como casas, carros e sinalização rodoviária quase submersos pelas águas, especialmente na cidade de Camden.

“Estamos novamente, infelizmente, a assistir a chuvas recorde e aos efeitos de grandes inundações”, disse a responsável dos Serviços de Emergência de Nova Gales do Sul, Carlene York, que deu conta de cerca de 200 salvamentos efetuados nas últimas 24 horas.

O governo de Queensland estima que a catástrofe causará prejuízos materiais na ordem de 733 milhões de dólares (674 milhões de euros), equivalente a 0,25% do Produto Interno Bruto da região no primeiro trimestre do ano.

As autoridades australianas, que planeiam destacar cerca de 5.000 soldados no final desta semana para trabalhos de socorro e limpeza em Nova Gales do Sul e Queensland, afirmaram que mais de 250.000 pessoas candidataram-se a receber apoios financeiros na sequência da catástrofe natural.

Os comentários estão desactivados.