Cultura

Roger Waters acredita que a invasão Russa da Ucrânia é "o ato de um gangster"

O artista afirma que a invasão de Putin o “enjoa”, é “criminosa” e que fará de tudo o que estiver ao seu alcance para “ajudar a trazer de volta a paz ao país”.

 


Numa carta aberta a uma fã ucraniana, o ex-Pink Floyd, Roger Waters, condenou a guerra que eclodiu graças à invasão da Ucrânia por parte da Rússia. 

“A invasão de Putin enoja-me. É criminosa, o ato de um gangster!”, lê-se na publicação. “Há que declarar um cessar-fogo imediato. Lamento que os governos ocidentais estejam a alimentar este incêndio que destruirá o vosso belo país, entregando armas à Ucrânia em vez de optar pela diplomacia”, acrescentou.

Além disso, Waters utilizou ainda o conteúdo da carta que escreveu na sua versão recente de ‘The Gunner’s Dream’, tema presente no disco ‘The Final Cut, de 1983.

“Farei tudo o que estiver ao meu alcance para ajudar a trazer de volta a paz ao vosso belo país. Lutei o quanto pude pelos direitos humanos para todos os meus irmãos e irmãs por todo o mundo, e apoio, de coração, os vossos”, sublinhou ainda o artista. 

Os comentários estão desactivados.