Sociedade

Marcelo dá as boas vindas aos "irmãos ucranianos"

O chefe de Estado considerou ainda que a "resposta do Governo" em relação aos apelos de apoio aos cidadãos ucranianos foi “inexcedível”.


Marcelo Rebelo de Sousa recebeu esta quinta-feira 267 refugiados ucranianos que chegaram ao Aeroporto Figo Maduro, em Lisboa, num voo fretado pela ONG Ukranian Refugees. 

O Presidente da República, em conferência de imprensa, deu as boas vindas aos "irmãos ucranianos" que escolheram Portugal e enalteceu o esforço de todos os envolvidos na sua receção, desde empresários a câmaras municipais. 

"Em conjunto com várias Câmaras Municipais, foi possível o que viram de sábado para hoje, a chegada de 267 pessoas, metade delas crianças, e muitas mulheres jovens, cheias de gratidão e conforto. Foi um dos momentos em que vale a pena fazer política. Estamos a passar a ter mais milhares de irmãos ucranianos na nossa pátria. O povo português está com o povo ucraniano, lá e cá", sublinou.

O chefe de Estado considerou ainda que a "resposta do Governo" em relação aos apelos de apoio aos cidadãos ucranianos foi “inexcedível”.

Os 267 refugiados - juntamente com os mais de 40 que chegaram a Portugal no início da semana - chegam a um país "onde há milhares de irmãos ucranianos que são tão portugueses quanto os portugueses". "Estamos a passar a ter mais milhares de irmãos ucranianos na nossa pátria. À sua maneira, esta foi uma história exemplar", considerou.

Os comentários estão desactivados.