Economia

Energia. Comissão Europeia vai analisar propostas ibéricas

Portugal e Espanha vão avançar com medidas para baixar preços da energia.

Energia. Comissão Europeia vai analisar propostas ibéricas

A Comissão Europeia diz que vai analisar “sem demora”, as propostas que forem apresentadas por Portugal e Espanha depois de os chefes de Governo e de Estado da União Europeia (UE) terem dado ‘luz verde’ a uma exceção ibérica, na sequência do aumento dos preços da energia.

“Não creio que possamos dar-lhe um prazo exato, porque obviamente, como sempre, o tempo de que precisamos depende dos detalhes das medidas que nos são submetidas, mas é óbvio que a Comissão compreende perfeitamente e a urgência da situação para os consumidores espanhóis [e portugueses] e iremos certamente analisar as propostas sem demora”, prometeu o porta-voz principal da Comissão Europeia, Eric Mamer.

Recorde-se que esta resposta da Comissão Europeia surge depois de ter sido dado a Portugal e Espanha a possibilidade de tomarem medidas excecionais e temporárias para baixar os preços da energia, que sofreram fortes aumentos provocados pela guerra na Ucrânia. 

O líder do Governo espanhol, Pedro Sánchez, e o primeiro-ministro português, António Costa, dizem que este é um acordo “muito importante para a Península Ibérica”, mas também fundamental para “garantir a segurança energética” na Europa. As medidas serão formalizadas esta semana junto da Comissão Europeia.

“Espanha e Portugal, a partir de hoje, vão poder colocar em marcha medidas excecionais para reduzir os preços da eletricidade para os nossos cidadãos e empresas”, disse Pedro Sánchez.

Por seu turno, António Costa falou num “objetivo muito claro” que passa por “assegurar que o crescimento que está a ter o preço do gás não vai continuar a repercutir-se no preço da eletricidade”. 

Os comentários estão desactivados.