Politica

Programa do Governo nas mãos de Santos Silva. Foi reajustado devido às consequências da guerra na Ucrânia

A ministra Adjunta e dos Assuntos Parlamentares, Ana Catarina Mendes, indicou que este Programa do Governo é para "uma legislatura longa".


O Programa do Governo foi entregue, esta sexta-feira, ao presidente da Assembleia da República, Augusto Santos Silva, e segundo a ministra Adjunta e dos Assuntos Parlamentares, Ana Catarina Mendes, o documento foi alterado para "responder às consequências económicas e sociais decorrentes da guerra" na Ucrânia.

Após a entrega formal do Programa ao presidente, Ana Catarina Mendes disse aos jornalistas que este documento "contém todos os compromissos eleitorais" assumidos durante a campanha pelo PS para "responder às questões da pandemia, aos portugueses e aos seus problemas".

"Mas evidentemente, depois de 24 de fevereiro, não só o mundo mudou como mudou Portugal e é preciso responder às consequências económicas e sociais decorrentes da guerra. Este programa do Governo tem um reajustamento precisamente no sentido de podermos responder a todos os desafios que foram colocados ao mundo e a Portugal perante essa realidade", revelou a ministra, que remeteu os pormenores quanto às medidas para a conferência de imprensa desta tarde da ministra da Presidência, Mariana Vieira da Silva.

A ministra Adjunta e dos Assuntos Parlamentares ainda indicou que este Programa do Governo é para "uma legislatura longa".

"São quatro anos e meio que estamos aqui para servir os portugueses, para cumprir aquilo a que nos propusemos, continuando a reafirmar o nosso compromisso nos portugueses que em nós confiaram para com estabilidade, com previsibilidade, com segurança continuarmos a ter um bom programa eleitoral e sobretudo um bom país, um país mais desenvolvido onde as pessoas possam viver melhor", vincou Ana Catarina Mendes. 

Os comentários estão desactivados.