Politica

Montenegro quer contrariar cenário de um "país amarrado ao socialismo"

“Portugal precisa de uma oposição responsável e pronta para governar a qualquer momento", afirmou o candidato.

Montenegro quer contrariar cenário de um "país amarrado ao socialismo"

O social-democrata Luís Montenegro apresentou formalmente, esta quarta-feira, a sua candidatura à sucessão de Rui Rio na liderança do partido.

“Portugal precisa de uma oposição responsável e pronta para governar a qualquer momento", sublinhou o antigo líder parlamentar do PSD, manifestando a sua intenção de contrariar o que entende ser um contexto de um "país amarrado ao socialismo".

Montenegro afirmou que a governação socialista trouxe "pobreza, impostos e divida" aos portugueses e que as "desigualdades aumentaram”.

Pelo contrário, continuou, o PSD “é liberdade, modernidade, ambição, talento, transformação, igualdade de oportunidades". Recordou ainda que nos últimos 27 anos os portugueses foram governados durante 20 pelo PSD. "Os portugueses só têm confiado no PSD em alturas de aperto", sublinhou.

Luís Montenegro frisou que não está apenas na corrida à presidência do partido, mas que é também "candidato a líder para ser primeiro-ministro".

"O PSD não vai faltar à chamada. Estamos sempre ao serviço das portuguesas e dos portugueses", acrescentou.

Os comentários estão desactivados.