Internacional

China promete responder "com medidas fortes" se Nancy Pelosi visitar Taiwan

Nancy Pelosi e a sua equipa não confirmaram nem negaram a visita.


Se a presidente da Câmara dos Representantes dos Estados Unidos da América (EUA), visitar Taiwan, a China irá responder com "medidas fortes", sublinhe-se que a viagem que foi esta quinta-feira posta em cima da mesa pela imprensa internacional. No entanto, Nancy Pelosi e a sua equipa não confirmaram nem negaram a visita.

Zhao Lijian, porta-voz do ministério dos Negócios Estrangeiros, deixou claro que a Câmara dos Representantes "faz parte do governo dos EUA", ou seja, "deve aderir estritamente ao princípio de 'uma China' defendido pelos EUA". Assim sendo, uma eventual visita de Pelosi "prejudicaria a base das relações China-EUA" e "enviaria sinais errados aos separatistas" em Taiwan.

Zhao Lijian deixou claro que a China se "opõe a qualquer tipo de contacto oficial entre os Estados Unidos e a ilha de Taiwan" e ameaçou Washington, dizendo que será "responsável pelas consequências" e "medidas de retaliação" por parte de Pequim.

Note-se que se a viagem acontecer, será a primeira visita de um presidente da câmara baixa do parlamento dos EUA a Taiwan desde 1997, quando o republicano Newt Gingrich visitou a ilha.

Os comentários estão desactivados.