Internacional

Já deixaram a Ucrânia cerca de 5 milhões de pessoas

Os números divulgados a 5 de abril indicavam que os deslocados internos eram mais de 7,1 milhões, significando isto que, o total de pessoas que deixaram as suas casas, quer mudando de país ou de região, já ultrapassa os 12 milhões - mais de um quarto da população do país. 


Já deixaram a Ucrânia desde o início da invasão russa, no dia 24 de fevereiro, quase 4,8 milhões de pessoas, sendo que, 60% das quais, foram para a Polónia. 

Segundo o Alto Comissariado da Organização das Nações Unidas (ONU) para os Refugiados (ACNUR), 4.796.245 ucranianos deixaram o país até esta sexta-feira, um aumento de 50 mil pessoas em relação a quinta-feira. 90% das pessoas que fugiram são mulheres e crianças, uma vez que as autoridades não permitem a saída de homens em idade militar.

De acordo com a Organização Internacional para as Migrações (OIM), cerca de 215 mil cidadãos originários de outros países que se encontravam na Ucrânia fugiram também, tendo encontrado dificuldades em regressar ao país de origem. 

Os números divulgados a 5 de abril indicavam que os deslocados internos eram mais de 7,1 milhões, significando isto que, o total de pessoas que deixaram as suas casas, quer mudando de país ou de região, já ultrapassa os 12 milhões - mais de um quarto da população do país. 

Antes do conflito, habitavam na Ucrânia mais de 37 milhões de pessoas, não contando com a Crimeia, território anexado em 2014 pela Rússia, nem com as áreas a leste sob controlo dos separatistas pró-russos há oito anos.

A Polónia foi o país que, até agora, mais refugiados recebeu - cerca de 2,7 milhões - seguida da Roménia - com mais de 716 mil. 

 

Os comentários estão desactivados.