Sociedade

ASAE apreende 1,3 milhões de ovos em Castelo Branco e Guimarães

Produtos apreendidos tinham valor estimado de quase 106 mil euros.


A ASAE apreendeu na última semana o total de mais de 1,3 milhões de ovos num centro de embalamento em Castelo Branco e num estabelecimento em Guimarães,

Em causa estava a falta de informação obrigatória e a falta de marca de identificação obrigatória e de rastreabilidade.

No total foram apreendidos 1.354.920 ovos, dos quais 1.338.120, no valor de quase 106 mil euros, foram levados numa ação no distrito de Castelo Branco, num Centro de Classificação e Embalagem de Ovos onde encontraram produtos já classificados sem apresentarem informação obrigatória designadamente quanto ao lote, datas de postura e de durabilidade e proveniência (pavilhão), segundo o comunicado da ASAE.

No mesmo centro, foi também descoberta uma discrepância entre os registos semanais de produto e as existências no local, procedendo à apreensão dos ovos e instaurando um processo de contraordenação.

Já no estabelecimento de comércio por grosso no concelho de Guimarães, foram apreendidos 16.800 ovos, no valor de 2.100 euros, por falta de marca de identificação obrigatória e falta de rastreabilidade.

O objetivo destas ações, explica a ASAE no comunicado, é a salvaguarda da saúde pública e da segurança alimentar.

Os comentários estão desactivados.