Internacional

Trump afirma ter "ameaçado" Putin sobre a Ucrânia garantindo que teria sido capaz de evitar a invasão russa

Nas últimas semanas, Donald Trump e os seus aliados do Partido Republicano têm insistido, que o antigo presidente “ter-se-ia apresentado como um oponente mais duro a Putin no cenário mundial do que Joe Biden”. 

 


Numa entrevista transmitida na segunda-feira feira, no episódio inaugural do novo programa de Piers Morgan, o antigo presidente americano, Donald Trump, reforçou que poderia ter evitado a invasão russa da Ucrânia, insistindo que havia “ameaçado” Vladimir Putin durante o seu mandato: “Expliquei-lhe qual seria a nossa resposta e ele disse: ‘A sério?’. Respondi: “A sério!'”, afirmou o ex-presidente. “Ameacei-o como ele nunca foi ameaçado antes”, alegou. 

“Ele usa a palavra nuclear, o tempo tempo. Diariamente!”, elucidou Trump. “Eu disse: ‘Nós temos muito mais do que vocês, somos muito mais poderosos do que vocês e não pode usar essa palavra nunca mais! Se o fizer, teremos problemas!”, reforçou Trump. 

Nas últimas semanas, Donald Trump e os seus aliados do Partido Republicano têm insistido, que o antigo presidente “ter-se-ia apresentado como um oponente mais duro a Putin no cenário mundial do que Joe Biden”. 

Além disso, o ex-presidente criticou os media americanos. “As ‘fake news’ também estão a dizer que chamei Putin de ‘génio’, quando na verdade, e para ser preciso, chamei ao seu acumular na fronteira com a Ucrânia antes do início da guerra de génio porque presumi que ele seria facilmente capaz de negociar um grande acordo para a Rússia”, clarificou em comunicado.

Os comentários estão desactivados.