Sociedade

Menos diagnósticos covid em fim de semana prolongado

É expectável que o vírus continue a circular, o que poderá levar a um reforço da imunidade natural nos próximos meses.


O número de diagnósticos de covid-19 diminuiu no fim de semana prolongado. Depois de não publicar dados desde sexta-feira, a DGS atualizou ontem o balanço até dia 25 de abril, feriado, em que foram diagnosticados cerca de 4.533 novos casos de covid-19 em Portugal.

A mortalidade regista uma tendência decrescente. Com o levantamento do uso obrigatório de máscara na última sexta-feira, esta semana e a próxima permitirão perceber se há alterações na transmissão do vírus.

O epidemiologista Manuel Carmo Gomes antecipou ao SOL que é expectável que o vírus continue a circular, o que poderá levar a um reforço da imunidade natural nos próximos meses. Estima-se que por esta altura mais de metade dos portugueses já tenham tido covid-19 pelo menos uma vez, com mais de 3,78 milhões de casos confirmados desde o início da pandemia.

O professor da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa admitiu que este poderá ser um efeito positivo do fim das restrições, reforçando as defesas para o próximo inverno.

Alerta no entanto que a população mais vulnerável deve manter cuidados numa altura em que o vírus continua muito ativo.

Os dados da DGS revelam que desde o início do mês morreram 493 pessoas em Portugal com covid-19. Carmo Gomes adianta que 75% tinha mais de 80 anos e a maioria mais de 90.

Os comentários estão desactivados.