Desporto

Portugueses em alta na Libertadores

Dos cinco clubes treinados por portugueses a competir na Taça Libertadores, apenas o Independiente de Renato Paiva falhou a vitória. No Chile, houve caos na vitória do Flamengo.


A semana foi de Taça Libertadores, a maior competição de clubes da América do Sul. Por lá, os portugueses treinam um total de cinco clubes que, até agora, não se saíram nada mal na fase de grupos. Depois de, na primeira jornada, o Palmeiras, de Abel Ferreira, o Independiente del Valle, de Renato Paiva, e o Talleres de Córdoba, de Pedro Caixinha, terem entrado a ganhar, esta semana foi também de bons resultados para os portugueses na competição.

Não se conta qualquer derrota de clubes treinados por portugueses, tendo apenas o Independiente del Valle, de Renato Paiva, falhado o objetivo, contentando-se com um empate, a uma bola, frente ao Atlético Mineiro.

De resto, o Flamengo de Paulo Sousa somou mais uma vitória, a terceira consecutiva na fase de grupos da Taça Libertadores, que venceu em 2019, então sob os comandos de Jorge Jesus. Frente aos chilenos do Universidad Católica, os cariocas venceram por 3-2, com dois golos de Gabriel Barbosa e mais um de Lázaro. O jogo ficou marcado, no entanto, pela polémica, queixando-se o emblema de Paulo Sousa de casos de agressões e racismo.

«Na noite de quinta-feira, no Estádio San Carlos de Apoquindo, em Santiago do Chile, registaram-se cenas lamentáveis de racismo, arremesso de pedras, garrafas e engenhos explosivos (ferindo uma criança) por parte da claque adversária contra os adeptos rubronegros», pode ler-se numa mensagem publicada pelo Flamengo nas redes sociais, onde pedem também que sejam tomadas «medidas severas» em resposta aos desacatos.

Vitórias e mais vitórias

De resto, esta jornada da Taça Libertadores foi também de grandes sucessos para os clubes treinados por portugueses.

O Palmeiras de Abel Ferreira, bicampeão em título nesta competição de clubes, bateu os equatorianos do Emelec, por 3-1, somando a terceira vitória consecutiva na fase de grupos da competição onde foram reis nas últimas duas edições.
Já o Corinthians de Vítor Pereira, que perdeu por 2-0 na ronda inaugural da Taça Libertadores, frente aos bolivianos do Always Ready, acabou por vencer no terceiro jogo da fase de grupos, frente aos poderosíssimos Boca Juniors, por 2-0.

O clube argentino, apesar do elevado estatuto de que goza no futebol sul-americano, tem tido uma passagem atribulada pela Taça Libertadores, ocupando o último lugar do Grupo E, onde o Corinthians é líder isolado.

Já o Talleres de Córdoba, de Pedro Caixinha, bateu o Sporting Cristal do Peru, por 1-0. A próxima ronda de jogos da Taça Libertadores joga-se na próxima semana, entre 3 e 6 de maio.  Na quarta-feira, o Talleres de Caixinha enfrenta o Flamengo do Sousa.

Os comentários estão desactivados.