Sociedade

Garcia de Orta continua "em situação de contingência" uma semana após ataque

Utentes devem levar consigo toda a documentação clínica pois acesso informático está condicionado.


O hospital de Almada continua a funcionar em situação de contingência, uma semana depois de ter sido alvo de um ataque informático.

Numa mensagem publicada na sua página do Facebook, o hospital apela aos utentes para que levem sempre toda a documentação clínica de que disponham.

"Em qualquer vinda ao Hospital Garcia de Orta (HGO) deve trazer sempre toda a informação clínica de que disponha relacionada com a situação que motiva a sua deslocação ao hospital", lê-se na página de Facebook do hospital, localizado no distrito de Setúbal.

Assim, os utentes devem assim fazer-se acompanhar de meios complementares de diagnóstico e terapêutica (exames e análises), pedidos pela sua unidade de saúde familiar/centro de saúde; outros relatórios recentes de exames que tenham consigo ou cuja cópia possa solicitar ao médico assistente ou médico de família.

Devem ainda trazer a lista de medicamentos prescritos que se encontram a tomar.

O hospital explica os pedidos com o facto de estar a funcionar em situação de contingência, “o que condiciona o acesso informático a meios complementares de diagnóstico e terapêutica e à prescrição de medicamentos”.

Os comentários estão desactivados.