Sociedade

Mais de 300 kg de cocaína encontrados nos portos de Setúbal e Sines

Contentores eram provenientes do Brasil. 


A Autoridade Tribuária e Aduaneira (AT) apreendeu um total de 318 quilogramas (Kg) de cocaína nos portos de Setúbel e de Sines, escondida em contentores provenientes da América do Sul. 

Numa informação divulgada pela autoridade pode ler-se que a apreensão realizada no porto de Setúbal, que envolveu 250 quilos de droga, foi realizada depois de um conjunto de contentores ter sido selecionado para controlo por equipamento de "scanner".

A decisão de inspecionar aqueles contetores foi "com base em critérios de análise de risco locais, um conjunto de contentores contendo diversos tipos de fruta procedentes da América do Sul, sendo que um deles apresentou uma eventual desconformidade na sua carga", explica a AT. 

A inspeção à mercadoria levou à descoberta "de cerca de 250 kg de um produto que não fruta e que reagiu positivo aos testes químicos utilizados pelas Alfândegas no despiste à cocaína".

Também no porto aduaneiro de Sines um contentor proveniente do Brasil foi selecionado para investigação, contendo resina de madeira, o qual foi objeto de um controlo prévio realizado igualmente através do equipamento de 'scanner'.

Depois de aberto o contentor, foi possível perceber que este continha 68 kg de cocaína. Segundo a autoridade, os traficantes usavam o método "Rip-on/Rip-off", ou seja, um método em que a droga é inserida "sem o conhecimento dos operadores económicos" e, neste caso, "sem qualquer tipo de acondicionamento, encontrando-se as placas apenas colocada à porta do contentor".

Os comentários estão desactivados.