Internacional

Foi declarado morto e carregado para carro funerário, mas afinal estava vivo. Xangai assoberbada com pandemia

Caso tem gerado indignação na cidade, cujo sistema de saúde está sobrecarregado devido aos surtos de covid-19 na região.


Um utente de um lar em Xangai foi declarado morto, colocado num saco e transportado para um carro funerário por funcionário da instituição. No entanto, a pessoa estava viva.

O caso tem gerado enorme indignação em Xangai, pois é apenas mais uma prova de que o sistema de saúde da cidade está sobrecarregado devido à situação pandémica da covid-19.

Além de viral nas redes sociais, pois há imagens, o incidente do morto que afinal estava vivo, que ocorreu no domingo, já levou às autoridades da cidade a abrirem uma investigação sobre o caso, centrada no envolvimento de pelo menos seis pessoas, cinco funcionários da instituição e um médico.

No vídeo é possível o que parecem ser funcionários de um lar, a colocar um corpo num saco, para depois o transportarem para o veículo. 

Contudo, mais tarde, os trabalhadores são vistos a abrir a bolsa, e pode-se ouvir um deles dizer que o paciente “ainda está vivo”.

A identidade do paciente ainda é desconhecida, mas sabe-se que está no hospital mas que a sua condição é estável.

 

Os comentários estão desactivados.