Internacional

Morreram cerca de 600 civis no ataque ao teatro de Mariupol, conclui investigação

Na cozinha, estavam abrigadas mais de 100 pessoas, no momento em que ocorreu o ataque das forças russas. Todas morreram. 


As tropas russas mataram quase 600 pessoas no grande ataque ao teatro de Mariupol, na Ucrânia, no dia 16 de março, no interior estavam também crianças concluiu uma nova investigação da agência Associated Press.

Na altura, estimava-se que tivessem morrido cerca de 300 pessoas, tal como foi reportado pela Câmara Municipal daquela cidade portuária. 

Esta investigação conta agora com o testemunho de 23 pessoas, entre sobreviventes, socorristas e pessoas que tinham conhecimentos sobre o teatro, assim como plantas das instalações, fotografias e vídeos que foram filmados antes, durante e depois do ataque russo. Para além disso, os jornalistas foram conduzidos pelo prédio, de forma virtual, com a ajuda do uma planta 3D.

As testemunhas, segundo a investigação, contam que havia, pelo menos, uma pessoa por cada três metros quadrados nas salas e nos corredores do teatro. Na cozinha, estavam abrigadas mais de 100 pessoas, no momento em que ocorreu o ataque das forças russas. Todas morreram. 

 

Os comentários estão desactivados.