Sociedade

Governo prolonga situação de alerta até ao final do mês

Este prolongamento não altera, no entanto, qualquer medida atual em vigor. 


A situação de alerta devido à situação epidemiológica do país devido a covid-19 foi prolongada mais uma vez pelo Governo. O Conselho de Ministros prorrogou, esta quinta-feira, esta restrição até ao final desde mês, mantendo assim as atuais medidas em vigor.

Note-se que a situação de alerta - o nível mais baixo de resposta a situações de catástrofes da Lei de Base da Proteção Civil - terminava às 23:59 de hoje. 

Após o final da reunião do Conselho de Ministros, a ministra da Presidência, Mariana Vieira da Silva, anunciou, em conferência de imprensa, que o Governo prorrogou a situação de alerta em todo o Portugal continental “até às 23:59h do dia 31 de maio de 2022”.

Este prolongamento não altera, no entanto, qualquer medida atual em vigor, vincou a governante. Desta forma, continua a ser obrigatório o uso de máscara nos transportes públicos, hospitais e centros de saúde, e lares e instituições de acolhimento.

Também a acompanhar Mariana Vieira da Silva estava a ministra da Saúde, Marta Temido, que indicou que o país registou “um aumento” na transmissão do vírus, mas “este facto não é completamente inesperado”.

Ainda que assegure que “a situação se mantém controlada”, a ministra disse que podemos vir a assistir a uma “inversão do decréscimo da mortalidade especifica por covid-19”, aproveitando assim para “apelar à nossa melhor arma para a proteção contra a doença grave e muito grave: a vacinação”.

Os comentários estão desactivados.