Sociedade

Marcelo destaca prestígio e abnegação dos bombeiros portugueses

Liga Portuguesa dos Bombeiros foi condecorada com a Ordem do Infante D. Henrique.   


O Presidente da República condecorou este domingo a Liga Portuguesa dos Bombeiros com o distintivo da Ordem do Infante D. Henrique pelo “prestígio” e “abnegação” dos bombeiros portugueses, conhecidos e respeitados no estrangeiro, sublinhou numa cerimónia no Porto.

“Hoje, porque sei do prestígio que tendes lá fora. A vossa abnegação é conhecida e é respeitada. Eu vi elogiá-la a chefes de Estado e chefes de Governo dos países mais diversos e de forma especial nos últimos anos, por causa dos fogos que nos atormentaram e da capacidade de apoiar no combate à pandemia. Vou hoje entregar, impor, o estandarte da Liga Portuguesa dos Bombeiros, a Ordem do Infante Dom Henrique”, anunciou Marcelo Rebelo de Sousa, durante a cerimónia comemorativa do Dia do Bombeiro. A condecoração significa que o Presidente da República Portuguesa “não se esquece de que é há décadas dirigente de uma associação humanitária de bombeiros, que não se esquece que como autarca testemunhou a coragem dos bombeiros numa metrópole urbana como num pequeno e pobre município rural”, continuou o Presidente. Durante a cerimónia, o ministro da Administração Interna, José Luís Carneiro, reiterou que o Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) prevê uma verba de 20 milhões de euros para aquisição de 81 veículos florestais, equipamentos de proteção individual e formação de 3300 agentes de proteção civil até 2023.

O Presidente da República elogiou ainda o trabalho dos bombeiros na resposta à pandemia e lembrou os trágicos incêndios dos últimos anos.

O Dia Internacional do Bombeiro é assinalado a 4 de maio. Este ano a data foi comemorada no Porto, com um desfilo de mais de um milhar de operacionais este domingo na Avenida 25 de Abril.

Os comentários estão desactivados.