Internacional

Netflix despede 150 trabalhadores após queda de assinantes

Despedimentos acontecem numa altura em que a Nteflix regista a sua primeira perda de assinantes em mais de uma década de existência. 


A Netflix despediu cerca de 150 trabalhadores, sobretudo nos Estados Unidos da América (EUA), devido à queda de subscritores que a plataforam de streaming tem vindo a registar. 

"Estas mudanças são impulsionadas principalmente por necessidade de negócios e não pelo desempenho individual, o que as torna especialmente difíceis, pois nenhum de nós quer dizer adeus a esses grandes colegas", disse na terça-feira a Netflix, em comunicado. "Estamos a trabalhar arduamente para os apoiar nesta transição muito difícil", acrescentou.

Os despedimentos acontecem numa altura em que a Nteflix contabiliza a sua primeira perda de assinantes em mais de uma década de existência. 

Em dezembro do ano passado, a plataforma tinha 11.300 empregados a trabalhar a tempo inteiro, o que significa que os cortes de mão de obra representam 1,3% da força de trabalho global, escreve o The Guardian. Também em abril, a Netflix despediu cerca de 25 trabalhadores que estavam em postos de trabalho ligados à comercialização. 

Estima-se que, este ano, a empresa gaste 17 mil milhões de dólares em produção de conteúdos. 

 

 

Os comentários estão desactivados.