Sociedade

Prisão preventiva para homem que aterrorizava e vigiava ex-companheira em Sintra

O detido de 56 anos recorria a binóculos para vigiar a vítima de 48 anos. 


Um homem de 56 anos ficou em prisão preventiva após ser detido por violência doméstica, em Sintra, informou a Guarda Nacional Republicana (GNR), esta sexta-feira.

Através de uma denúncia de violência doméstica, os militares dirigiram-se ao local e intercetaram o suspeito que perseguiu a ex-companheira de 48 anos, “causando-lhe medo e inquietação”, explicam em comunicado.

“No decorrer das diligências policiais, foi dado cumprimento a um mandado de detenção através do Núcleo de Investigação e de Apoio a Vítimas Específicas (NIAVE)”, indica a GNR, ao acrescentar que numa busca à viatura e uma revista ao suspeito foram apreendidas uma arma de fogo, munições, dois telemóveis e ainda uns binóculos “que serviam para vigiar a vítima”.

O detido foi presente ao Tribunal Judicial de Lisboa Oeste, onde lhe foi decretada a medida de coação de prisão preventiva.

Os comentários estão desactivados.