Sociedade

Acidente na A1 causou 3 mortos, 6 feridos graves, 5 críticos e 22 ligeiros

O veículo pariu hoje de manhã de Guimarães, disse um familiar de um dos feridos ligeiros, juntamente com outros dois autocarros, no contexto de uma peregrinação até ao Santuário de Fátima. 


O acidente desta manhã na A1, com um autocarro que ia a caminho de Fátima, provocou três mortos e seis feridos graves, cinco críticos e 22 ligeiros, segundo a última atualização do INEM.

As vítimas mortais, disse fonte daquele organismo à agência Lusa, sáo dois homens, de 63 e 77 anos respetivamente, e uma mulher de 52 anos. Um dos homens, o mais novo, era o condutor e dono do autocarro. 

Segundo o INEM, o Hospital Universitário de Coimbra recebeu oito daqueles feridos: três dos críticos e cinco dos graves, e ainda mais 22 dos feridos ligeiros. Já para o Hospital de Aveiro foram encaminhados dois feridos críticos, um ferido grave, oito feridos ligeiros. Também foram socorridas no Hospital Pediátrico duas crianças.

O autocarro partiu esta manhã de Guimarães com peregrinos de três freguesias daquele concelho, e tinha como destino o Santuário de Fátima. Mas acabou despistando-se num posto elétrico pelas 9h20 da manhã.

Notícia atualizada às 19h23.

 

Os comentários estão desactivados.