Internacional

Bolsonaro tem "o rabo preso aos preços internacionais", diz Lula sobre nova demissão na Petrobras

Declarações do ex-Presidente brasileiro surgem após Jair Bolsonaro ter demitido o presidente daquela petrolífera estatal que, segundo disse, agia de forma a prejudicar o governo. 


O Presidente do Brasil "precisa parar de falar bobagem" e começar a ter "coragem" para alterar a política de preços da Petrobras, disse Lula da Silva. As declarações do ex-Presidente brasileiro surgem após Jair Bolsonaro ter demitido, na segunda-feira, o presidente daquela petrolídera estatal que, segundo disse, agia de forma a prejudicar o governo. 

"O Bolsonaro precisa parar de falar bobagem, precisa parar de ficar dizendo que tem vontade de dar murro na mesa. Não é trocando o presidente [da Petrobras], não. Se a Petrobras é tão importante, assuma ele a presidência da Petrobras. O que ele tem que ter é coragem. Porque, na verdade, o que ele tem é o rabo preso aos preços internacionais", afirmou Lula da Silva, em entrevista à Rádio Mais Brasil News, ao comentar o afastamento de José Mauro Ferreira, que esteve 40 dias à frente da empresa.

"Ele [Bolsonaro] pode fazer uma reunião com o Conselho Nacional de Política Energética, trazer a Petrobras para a mesa. Traga o conselho da Petrobras e decida que o preço não será 'dolarizado', que nós não vamos pagar o preço internacional", considerou. 

Não é a primeira, nem a segunda vez que Bolsonaro afasta alguém da presidência da Petrobas. Roberto Castello Branco e Joaquim Silva e Luna também foram demitidos. As demissões ocorrem pelo aumento progressivo dos combustíveis. 

A empresa estatal, segundo escreve a imprensa brasileira, está sujeita ao critério de paridade internacional, uma política implementada pelo governo de Michel Temer, em 2016, o que leva os preços dos combustíveis a variar em função da cotação do barril de petróleo no mercado internacional.

 

Os comentários estão desactivados.