Sociedade

Passageiro da TAP amarrado após confronto por ter sido apanhado a fumar no avião

Companhia diz que “segurança de voo é a prioridade”.


Um passageiro de um voo da TAP, entre o Porto e o Rio de Janeiro, foi amarrado, após se ter envolvido num confronto com um membro da tripulação por ter sido apanhado a fumar na casa de banho do avião.

A tripulação apreendeu o passaporte do homem, depois de este ter sido apanhado a fumar, e foi aí que começou o confronto.

O passageiro, visivelmente alterado, insultou e terá, alegadamente, agredido um elemento da tripulação, quando este lhe confiscou o passaporte e o alertou para o perigo de fumar a bordo. Acabou por ser imobilizado e amarrado.

Na sequência da notícia, inicialmente avançada na imprensa brasileira que teve acesso a vídeos do incidente, entretanto disseminados nas redes sociais, a TAP emitiu um comunicado.

“A segurança de voo é a prioridade máxima para a TAP e as nossas tripulações são formadas para que executem as ações necessárias e adequadas, sempre no cumprimento dos procedimentos, regulamentos e leis aplicáveis, para assegurar que todos os passageiros cumprem as regras de conduta e de segurança”, lê-se no documento.

Os comentários estão desactivados.