Vinagrete 22.05.30

Para onde vai o PSD

O problema, tanto do PSD como do PS, é serem partidos com vocação de Governo, e não terem paciência para perderem eleições ou não estarem no Governo.

Para onde vai o PSD

Pelo menos desta vez, não podem dizer que as sondagens erraram. Confirmou-se a vitória de Luís Montenegro e um ligeiro aumento da abstenção dos activistas.

            Mas o grande problema do PSD não é a liderança de Rui Rio tê-lo deixado na indiferença dos portugueses. Rui Rio talvez tenha conseguido o que nenhum outro dirigente do partido conseguiria. O problema, tanto do PSD como do PS, é serem partidos com vocação de Governo, e não terem paciência para perderem eleições ou não estarem no Governo.

Portanto, é bastante provável que Montenegro venha a perder umas próximas eleições internas do PSD, se não ganhar eleições nacionais.

E suponho que e ideia de que a Oposição desgasta mais do que o Governo não é apenas do Séc. XIX, quando os Reis apoiavam os Executivos, mas também vale hoje, quando as oposições têm de dizer mal de tudo, incluindo do que os eleitores mais gostam. Além disso, o PSD parece não conseguir desfazer-se4 da figura de Passos Coelho (que tudo o que lhe deu foi o acesso ao Poder, quando o líder do PS já o tinha perdido), que fica péssimo em qualquer comparação com o actual PM.

De resto, a IL e o Chega não fazem sombra ao PSD: fazia-lhe mais sombra um CDS centrista (o centrismo da Direita é assim um exclusivo do PSD) e a direita nacional fica melhor representada com um partido liberal, e outro da extrema-direita que governou o país tantos anos (desde que continuem minoritários e o seu populismo seja por vezes bem desmascarado pelas bases, como quando Ventura quis apoiar Putin).

Os comentários estão desactivados.