Economia

Atividade turística ultrapassou os níveis de abril de 2019

Dormidas de não residentes atingiram, em abril, o valor máximo desde o início da pandemia mas ainda abaixo dos níveis de 2019, revela o INE.

Atividade turística ultrapassou os níveis de abril de 2019

O setor do alojamento turístico registou 2,4 milhões de hóspedes e 6 milhões de dormidas em abril deste ano, valores que correspondem a crescimentos de 424,6% e 548,4%, respetivamente.

Os dados, divulgados esta terça-feira pelo Instituto Nacional de Estatística (INE) revelam ainda que face a abril de 2019, registaram-se crescimentos de 1,6% e 1,1%, respetivamente.

Os números são animadores: “É a primeira vez, desde o início da pandemia, que se registam crescimentos face ao período homólogo anterior à pandemia”, avança o gabinete de estatística.

Feitas as contas, no mês em análise, o mercado interno contribuiu com 1,9 milhões de dormidas e os mercados externos totalizaram 4,1 milhões, naquele que foi o maior valor desde o início a pandemia. Face a abril de 2019, o mercado interno cresceu 15% e os mercados externos diminuíram 4,4%.

Neste mês, 22,9% dos estabelecimentos de alojamento turístico estiveram encerrados ou não registaram movimento de hóspedes, uma quebra face aos meses de abril de 2020 e 2021.

Fazendo o balanço dos primeiros quatro meses deste ano, as dormidas aumentaram 449,2% (+181,0% nos residentes e +1 022,1% nos não residentes). Comparando com o mesmo período de 2019, as dormidas decresceram 11,9%, como consequência da diminuição dos não residentes (-18,4%), dado que as de residentes registaram um aumento (+3,4%).

Os comentários estão desactivados.