Economia

INE confirma crescimento do PIB de 11,9% no primeiro trimestre

E cresceu 2,6% em comparação com o trimestre anterior. Consumo e turismo foram uma ajuda.


O Produto Interno Bruto (PIB) registou um crescimento de 11,9% no primeiro trimestre face ao mesmo período do ano passado e de 2,6% em comparação com o trimestre anterior, confirmou hoje o Instituto Nacional de Estatística (INE).

“Esta evolução reflete um efeito de base, uma vez que, em janeiro e fevereiro de 2021, estiveram em vigor várias medidas de combate à pandemia que condicionaram fortemente a atividade económica”, justifica o gabinete de estatística que dá também importância ao contributo da procura interna para a variação homóloga do PIB que “aumentou significativamente no 1º trimestre, destacando-se o crescimento acentuado do consumo privado”.

O INE dá ainda conta do contributo positivo da procura externa líquida para a variação homóloga do PIB que também aumentou, “verificando-se um ligeiro abrandamento das Importações de Bens e Serviços em volume e uma aceleração das Exportações de Bens e Serviços, refletindo a forte recuperação da atividade turística. No 1º trimestre de 2022, a perda nos termos de troca, em termos homólogos, foi mais intensa, contribuindo para a deterioração do Saldo Externo de Bens e Serviços, que se situou em -3,5% do PIB (-2,7% do PIB no 1º trimestre de 2021)”.

Feita então a comparação ao quarto trimestre do ano passado, o PIB cresceu 2,6% em volume (crescimento em cadeia de 1,7% no trimestre anterior).

Este crescimento foi determinado “pelo contributo mais positivo da procura interna, refletindo a aceleração do consumo privado, devido sobretudo ao crescimento da despesa em diversas atividades de serviços, após o levantamento da generalidade das restrições à atividade económica impostas no contexto da pandemia covid-19”.

O contributo da procura externa líquida manteve-se “ligeiramente positivo”.

Os comentários estão desactivados.