Vida

Agora pai, Nick Jonas olha para o tiroteio nos EUA com outros olhos

O cantor confessou que, agora que é pai, tudo se torna "mais intenso", fazendo referência ao tiroteio em massa que ocorreu numa escola primária, no Texas, EUA, que matou 19 crianças e dois professores. 

Agora pai, Nick Jonas olha para o tiroteio nos EUA com outros olhos

DR  


Não foi um caminho fácil. A chegada de Malti Maire, a filha de Nick Jonas e de Priyanka Chopra, a sua esposa, que esteve mais de 100 dias na Unidade de Terapia Intensiva Neonatal (UTIN), depois de ter nascido com recurso a uma barriga de aluguer, mudou a prespetiva do cantor no que diz respeito à parternidade.

Em declarações à Variety, o cantor confessou que, agora que é pai, tudo se torna "mais intenso", fazendo referência ao tiroteio em massa que ocorreu numa escola primária, no Texas, EUA, que matou 19 crianças e dois professores. 

"O peso de tudo é muito mais intenso. Acho que agora é tentar estar o mais presente possível para a minha família e para as jornadas das outras pessoas", disse Nick Jonas, que afirma estar "grato" pela sua filha e "pela maravilhosa perspetiva de ser pai. 

“Como pai, como tio, não consigo deixar de pensar nas crianças e em todas as vidas que foram perdidas”, afirmou. “Espero que a mudança aconteça”.

Depois de ter surgido a notícia do massacre que voltou a chocar o mundo, Nick Jonas partilhou, através do Twitter, um link sobre o "Moms Demand Action", uma iniciativa que visa acabar com a violência de armas nos EUA. 

"As crianças não deveriam estar preocupadas com a violência armada. Especialmente não deveriam ter de se preocupar com a violência armada nas escolas. De partir o coração", disse ainda no mesmo tweet. 

O cantor nunca falou publicamente sobre a filha. A barriga de aluguer, sublinhe-se, foi um segredo até ao nascimento de Malti.

Os comentários estão desactivados.