Internacional

Ucrânia condena dois soldados russos a 11 anos de prisão

Alexander Bobykin e Alexander Ivanov foram condenados por violação dos costumes e leis de guerra, depois de terem participado nos bombardeamentos infraestruturas civis em Kharkiv. Pelo menos uma escola ficou destruída.


Dois soldados russos foram condenados num tribunal ucraniano a 11 anos e meio de prisão por crimes de guerra. 

De acordo com a agência Reuters, Alexander Bobykin e Alexander Ivanov foram condenados por violação dos costumes e leis de guerra, depois de terem participado nos bombardeamentos a infraestruturas civis em Kharkiv, sendo que, pelo menos uma escola ficou destruída. Os ataques aconteceram no primeiro dia da invasão russa da Ucrânia, a 24 de fevereiro. 

Os soldados foram julgados num tribunal da região de Poltava e assumiram ser culpados dos crimes de que estavam a ser acusados. Apesar de terem sido condenados a 11 anos de prisão, a defesa tinha pedido apenas oito anos, alegando que os soldados estavam apenas a cumprir ordens superiores. 

O veredito desta terça-feira pôs fim ao segundo julgamento por cimes de guerra na Ucrânia, desde o início da invasão russa. 

Recorde-se que já foi condenado a prisão prepétua um soldado russo de 21 anos por ter matado um civil desarmado de 62 anos na região de Sumy. 

 

Os comentários estão desactivados.