Sociedade

Detido homem que conduzia sem carta de condução e com 2,30g/l de álcool

Homem tinha a carta de condução apreendida. 


Um homem de 50 anos foi detido, no sábado passado, Parque das Nações, em Lisboa, por estar a conduzir uma viatura com o título de condução apreendido. Por exalar um forte odor a álcool foi-lhe feito um teste de alcoolémia, que acusou 2,30 gramas de álcool por litro de sangue. 

Em comunicado, o Comando Metropolitano de Lisboa da Polícia de Segurança Pública (PSP) informa que no âmbito do patrulhamento preventivo naquela freguesia "verificaram uma viatura a circular sem a utilização dos dispositivos de iluminação, motivo pelo qual procederam à sua abordagem".

Depois de abordarem o condutor, aperceberam-se que este não trazia consigo os documentos necessários para o ato da condução e "exalava um forte odor a álcool".

"Submetido ao teste de alcoolémia, o condutor acusou quase o dobro da taxa crime, emitindo no teste quantitativo 2,30g/l. Não obstante a taxa de alcoolémia registada, o condutor requereu que fosse transportado a unidade hospitalar para análise ao sangue", lê-se na mesma nota. 

A autoridade informa que, durante o processo, se verificou que a carta de condução do visado tinha sido apreendida "à ordem do tribunal, tendo já sida aplicada pena de sanção acessória de inibição de conduzir por um prazo de 9 meses, o qual deveria ter efetuado a entrega da sua carta de condução, algo que não o realizou".

Assim, por existir já um pedido de apreensão da carta de condução do visado, o homem foi detido, já tendo sido notificado a comparecer na Instância Local – Secção de Pequena Criminalidade de Lisboa, Campus da Justiça a fim de ser presente a julgamento sumário.

Os comentários estão desactivados.