Economia

Trabalhadores da Portway iniciaram greve de seis meses

O sindicato garantiu que irá “utilizar todos os meios” para “a defesa dos valores basilares dos direitos dos trabalhadores”.

Trabalhadores da Portway iniciaram greve de seis meses

Os trabalhadores da Portway arrancaram com uma greve, que se vai prolongar até 31 de dezembro, exigindo a adesão ao Acordo da Empresa (AE), depois de o sindicato ter lamentado a “irredutibilidade” da empresa.

O sindicato garantiu que irá “utilizar todos os meios” para “a defesa dos valores basilares dos direitos dos trabalhadores”.

E acrescentou: “O argumento utilizado pela empresa de que esta não pode continuar a ter dois acordos de empresa em vigor não colhe qualquer sustento prático, uma vez que são inúmeras as empresas nestas condições”, destacou a estrutura sindical, assegurando que, durante a greve, estará atenta a todas as infrações, sendo que "estão proibidas as alterações de horários, convocatórias para trabalho suplementar, contratação e subcontratação de trabalhadores ou serviços ou qualquer manobra que possa pôr em causa o direito irrenunciável à greve".

Os comentários estão desactivados.