Sociedade

Homem obriga vizinha a ter relações sexuais na entrada do prédio nos Olivais

Arguido foi sujeito à medida de coação de prisão preventiva.


A Procuradoria-Geral Regional de Lisboa (PGDL) informou esta quarta-feira que o Ministério Público (MP) apresentou a primeiro interrogatório judicial um homem "fortemente indiciado da prática de um crime de violação".

Em comunicado, a PGDL explica que o arguido e a vítima são vizinhos e que os factos ocorreram no prédio onde ambos moram, nos Olivais, em Lisboa. 

Os factos terão ocorrido no dia 30 de maio, segunda-feira, tendo o arguido abordado a "ofendida quando estava entrava no referido prédio, agarrou-a com força e puxou-a para o patamar do 1º andar. Uma vez aí, valendo-se da sua superioridade física, forçou a vítima a manter atos sexuais", explica a autoridade.

Depois de realizado o interrogatório, o arguido ficou sujeito à medida de coação de prisão preventiva.

 

Os comentários estão desactivados.