Internacional

Zelensky impõe sanções contra Putin e todos os seus ministros

Os líderes russos estão impedidos de entrar na Ucrânia, veem os seus vistos e autorizações revogados e os seus ativos financeiros bloqueados. O decreto entrou hoje em vigor. 


Volodymyr Zelensky assinou esta quinta-feira um decreto que impõe sanções pessoais contra líderes russos, onde está incluindo Vladimir Putin e todos os seus ministros.

As sanções foram aprovadas pelo Conselho Nacional de Segurança e Defesa da Ucrânia e são dirigidas contra todos os membros do Governo e do Conselho de Segurança da Rússia, assim como contra o porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, segundo diz a imprensa internacional. 

Assim, os líderes russos estão impedidos de entrar na Ucrânia, veem os seus vistos e autorizações revogados e os seus ativos financeiros bloqueados. O decreto entrou hoje em vigor. 

Para além disso, o líder ucraniano assinou também uma diretiva que aplica sanções a 236 universidades e institutos de ensino superior russos. Em causa está a suspensão de todos os intercâmbios e cooperação, e 261 reitores. Em resposta a estas sanções, o ministro da Educação da Rússia disse que Moscovo não será dissuadido.

"A decisão de hoje do regime de Kiev revela a sua inabilidade para controlar a situação. É um gesto de desespero, que não consegue evitar a integração do Donbass e dos territórios libertados num espaço educativo único com a Rússia, disse Sergey Kravtsov, em declarações à agência russa Interfax.

Os comentários estão desactivados.