Cultura

Metallica sobre streaming de música: "Nós avisámos toda a gente que isto ia acontecer"

"Nós dissemos que a indústria musical iria perder 80% do seu valor, do seu poder e da sua influência. Quando estas mudanças ocorrem, ou se abanam as grades sem fazer mais nada ou segue-se em frente", disse o guitarrista da banda. 


É um assunto que já havia preocupado da histórica banda Metallica nos anos 2000. Kirk Hammett, o guitarrista, foi questionado sobre a batalha judicial que o grupo travou contra o Naspster, um serviço de streaming, e se esta situação poderá ser equiparada com os modelos de mercado atuais da indústria musical, como o Spotify. 

Na sequência de uma entrevista à "Classic Rock", o músico deixou claro: "Nós avisámos toda a gente que isto ia acontecer."

"Nós dissemos que a indústria musical iria perder 80% do seu valor, do seu poder e da sua influência. Quando estas mudanças ocorrem, ou se abanam as grades sem fazer mais nada ou segue-se em frente", continuou Hammett. 

O guitarrista, contudo, não contraria a ideia de que o streaming é uma forma de "pôr a música cá para fora", mas tece críticas, afirmando que "a indústria musical, hoje em dia, não é tão eficiente como a indústria musical pré-Napster". 

"Agora temos de levar com isto. Tem de haver um compromisso ou um modelo completamente novo", concluiu.

Os comentários estão desactivados.