Internacional

União Europeia vai comprar cerca de 110 mil vacina contra o Monkeypox

Bavarian Nordic, a empresa de biotecnologia, vai começar a entregar as vacinas já no final deste mês. De notar que os Estados-membros da UE com maior número de casos vão ter prioridade na ordem de entrega.


A União Europeia anunciou, esta terça-feira, a compra de 110 mil doses de vacina contra o vírus Monkeypox à empresa Bavarian Nordic.

Em comunicado, a Comissão Europeia indicou que a Autoridade de Preparação e Resposta a Emergências Sanitárias (HERA, na sigla inglesa) assinou um acordo que dita a compra de 109.090 doses da vacina de terceira geração daquela empresa de biotecnologia. As doses ficarão disponíveis para os 27 países do bloco comunitário e ainda para a Noruega e Islândia.

As vacinas vão ser subsidiadas com o dinheiro dos fundos comunitário do programa EU4Health, confirmou a comissária europeia para a saúde, Stella Kyriakides.

"Esta é uma demonstração tangível da nossa capacidade reforçada de responder rapidamente às crises de saúde, mas também da resposta rápida e coletiva que uma União Europeia da Saúde pode oferecer", sublinhou Stella Kyriakides, ao notar que "o surto de Monkeypox mostrou a importância de uma abordagem unificada da UE para a preparação e resposta às ameaças emergentes para a saúde".

Bavarian Nordic vai começar a entregar as vacinas já no final deste mês. De notar que os Estados-membros da UE com maior número de casos vão ter prioridade na ordem de entrega.

A Comissão Europeia também explicou na mesma nota que esta vacina de terceira geração está, atualmente, autorizada apenas na UE para proteger os adultos contra a varíola, que também contem proteção para o vírus Monkeypox, "uma vez que este está intimamente relacionado ao vírus da varíola".

"Alguns Estados-membros já concederam isenções nacionais que permitem a utilização temporária da vacina contra o vírus Monkeypox. A Agência Europeia de Medicamentos está pronta para apoiar os Estados-membros a facilitar essas isenções e contactou de forma proativa a empresa para acelerar o processo regulamentar", assinalou.

Os comentários estão desactivados.