Cultura

Ucrânia sem condições para organizar Festival da Eurovisão da Canção 2023. Reino Unido como opção

Após uma avaliação, a União Europeia da Radiodifusão chegou à conclusão de que a emissora ucraniana não consegue garantir a segurança e os procedimentos necessários “para um organismo de radiodifusão acolher, organizar e produzir” o evento. 


O Reino Unido poderá receber a próxima edição do Festival Eurovisão da Canção, anunciou, esta sexta-feira, a União Europeia da Radiodifusão (UER), avançando que já está em diálogo com a emissora estatal britânica. Em causa estão as condições incertas da Ucrânia – vencedora do concurso deste ano – para receber o evento, devido à invasão russa.

“De acordo com as regras e para assegurar a continuidade do evento, a UER irá agora iniciar discussões com a BBC, como segunda classificada deste ano, para potencialmente acolher o Festival Eurovisão da Canção de 2023 no Reino Unido”, informa em comunicado.

Segundo a nota, a organização do evento adiantou que “tem vindo a explorar opções para a realização do concurso do próximo ano com a emissora pública” da Ucrânia, que já recebeu o Festival em 2017 e 2005, após a vitória de Jamala e Ruslana, respetivamente.

“Tornou-se uma tradição bem conhecida que o vencedor do Festival Eurovisão da Canção acolhe o concurso no ano seguinte, fornecendo certos critérios, incluindo a garantia da viabilidade da realização do evento e a segurança de todos os interessados, incluindo o público”, destacou a UER.

Porém, com a “guerra em curso” na Ucrânia, “a UER demorou a realizar uma avaliação completa e um estudo de viabilidade” sobre questões de segurança e proteção.

Após a avaliação, a UER chegou à conclusão de que a emissora ucraniana não consegue garantir a segurança e os procedimentos necessários “para um organismo de radiodifusão acolher, organizar e produzir” o evento, dado que é “uma das produções televisivas mais complexas do mundo, com milhares de pessoas a trabalhar e a assistir ao evento, e com 12 meses de preparações necessários”.

“É nossa total intenção que a vitória da Ucrânia reflita nos espetáculos do próximo ano. Isto será para nós uma prioridade nas nossas discussões com os eventuais anfitriões”, rematou.

A Ucrânia foi a vencedora da 66.ª edição do Festival Eurovisão da Canção, realizada no passado dia 14 de maio, em Turim, Itália. A canção ‘Stefania’, interpretada pela banda Kalush Orchestra, conquistou 631 votos, num somatório dos votos do júri e do público.

Os comentários estão desactivados.